O papel da Metrologia para a garantia da Sustentabilidade Ambiental das Indústrias de Transformação

A Indústria da Transformação é um dos principais nichos produtivos brasileiros, utilizando matérias primas obtidas a partir de recursos naturais. Neste artigo a Metrologia será apresentada como uma ferramenta cada vez mais necessária de análise e adequação de processos próprios da Indústria da Transformação com o objetivo de aliar o desenvolvimento econômico e produtivo dessas organizações às práticas sustentáveis.


PERFIL DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO

De acordo com a CONCLA – Comissão Nacional de Classificação -, a Indústria de Transformação é o conjunto de sistemas produtivos que envolvem a transformação, por meio de processos químicos, físicos e biológicos de materiais de diversas naturezas com o objetivo de produzir novos produtos. Estes materiais possuem diversas origens, sendo elas agrícola, mineral, florestal, dentre outras.  A CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas – , categoriza vinte e quatro grupos de atividades econômicas relacionadas à transformação, podendo ser citados alguns exemplos: fabricação de produtos alimentícios, bebidas, têxteis, plásticos e borracha, petroquímicos, farmacêuticos, dentre outros.

De acordo com dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no segundo trimestre de 2019 a Indústria de Transformação obteve aumento de 1,8% na participação nacional com relação ao primeiro, alcançando ao final do mesmo ano 11,3% do PIB nacional, de acordo com informações divulgadas pela CNI – Confederação Nacional da Indústria. O IBGE ainda informa que houve uma expansão de 0,5% acima da previsão para o segundo trimestre de 2019, apresentando também um crescimento de 0,6% quando comparado ao primeiro trimestre, 0,2% a mais do que o esperado. 

É perceptível o papel que a Indústria de Transformação possui na participação econômica do Brasil, afinal, praticamente todos os bens que consumimos são processados de forma direta ou indireta por esse tipo de indústria. Sendo assim, ao passo que bens vão sendo produzidos, recursos naturais são utilizados com a finalidade da transformação e é neste ponto que entra um dos maiores questionamentos da atualidade: como transformar sem impactar negativamente o meio ambiente evitando a escassez de recursos naturais não renováveis?


NOVOS PADRÕES

O padrão de consumo da sociedade tem se tornado cada vez mais consciente, de forma que cada vez mais consumidores têm se preocupado em investigar a origem dos produtos que adquirem em aspectos como taxas de emissão de carbono ao longo do processo, composição química, se são livres de produtos danosos ao meio ambiente e à própria saúde, consumo de água e até mesmo se as empresas por trás dessas fabricações contribuem de alguma forma para minimizar e/ou eliminar os impactos ambientais de suas atividades. 

Essa movimentação em torno de um consumo mais alinhado à sustentabilidade tem movimentado muitas empresas a rever seus processos produtivos e utilizar tecnologias aplicadas à eficiência de suas atividades no que diz respeito ao uso de recursos naturais. 

Fonte: gettyimages

METROLOGIA

A Metrologia é uma ciência presente em vários estágios do processo produtivo, bem como do comércio de bens e serviços por se tratar da área de conhecimento que trata as unidades e medidas, estando presentes em praticamente todos os níveis de interação entre processo e consumo. 

De acordo com Araujo, Ribeiro e Ruiz (2016) a Metrologia é responsável não somente por definir padrões e normas internacionais, mas também pela integração de ferramentas que permitam a compreensão dos impactos de suas atividades num índice de sustentabilidade que pode ser definido pela empresa em conformidade com o setor de atuação e as diretrizes de órgãos competentes, avaliando riscos e incertezas de forma a combinar indicadores e técnicas de medição da sustentabilidade com as técnicas de medição produtivas. 

Na perspectiva sustentável, a Metrologia é utilizada como ferramenta prática e documental para manter um sistema produtivo alinhado às necessidades de mercado de forma a garantir a conservação de bens naturais.

NA PRÁTICA

No âmbito da aplicação, diversos instrumentos baseados em princípios físicos e químicos utilizam a Metrologia como base para realizar medições, definir padrões de unidade com o objetivo de processar, controlar e fiscalizar diversos processos, sejam eles industriais ou não. Além disso, a calibração das medidas é imprescindível para garantir a confiabilidade destes equipamentos, podendo ser elas elétricas, de temperatura, pressão, dentre outras.

No que diz respeito à administração dos dados coletados pelos instrumentos, a Metrologia aplicada à sustentabilidade os gerencia visando atingir a relação harmônica entre necessidade produtiva e subsistência dos recursos naturais.

Em indústrias com vários motores elétricos instalados, como usinas de açúcar e cimento, analisadores de energia podem ser utilizados para verificar o fluxo energético entre fonte e consumidor para calcular o consumo e a demanda destes equipamentos, monitorar sistemas em tempo real, gerar relatórios e permitir estudos que garantam a eficiência energética desses instrumentos.

Máquinas e processos que utilizam grandes quantidades de água, como caldeiras e fabricação de têxteis, medidores e transmissores de vazão podem indicar os índices de consumo de água permitindo à empresa descontinuar, adaptar ou melhorar a utilização de recursos hídricos, reduzindo custos e contribuindo para o consumo de água.

Em indústrias de pintura automatizada que empregam braços eletromecânicos e/ou utilizam mecanismos robóticos para a realização da pintura utilizam manifolds que permitem a distribuição de ar comprimido para os bicos de pulverização que, em uso combinado com sensores de pressão e vazão permitem que a área de pulverização possua um raio maior, cobrindo regiões maiores e diminuindo o consumo de produtos como tintas a base de solventes que, por sua vez, são produzidas a partir de derivados do petróleo.

Existem diversas possibilidades de aplicação de instrumentos e metodologias próprias da Metrologia e, por consequência, da gestão da qualidade que podem ser utilizadas a favor da indústria da transformação em consonância com o desenvolvimento sustentável

Calibrar e ajustar instrumentos, coletar e analisar dados de processo e garantir a confiabilidade de um produto são algumas das principais funções da Metrologia Industrial, com ênfase na Indústria da Transformação e que agora passam a somar benefícios ao serem utilizadas em conjunto com a gestão sustentável da produção.

Você pode conhecer mais sobre os temas abordados nesta matéria lendo esses conteúdos:

ARAUJO, N. A. B.; RIBEIRO, A. P.; RUIZ, M. S. A Metrologia como ferramenta para a sustentabilidade ambiental em empresas. Disponível em: <http://engemausp.submissao.com.br/18/anais/arquivos/73.pdf>. Acesso em: 26. Janeiro. 2020.

IBGE. Indústria e construção. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/industria.html>. Acesso em: 26. Janeiro. 2020.

Por Beatriz Cândido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *